top of page

2020 findando e o que fizemos este ano?


Importante ressaltar que a pandemia fez muita gente ficar em casa. Nós também! Mas gosto de lembrar que "ficar em casa" nunca significou ficar sem trabalhar. Mulheres em especial quando ficam em casa têm trabalho dobrado, triplicado! Têm que dar conta de "ganhar dinheiro" para pagar contas e ainda cuidar da casa, filhos, roupas, agendas de todos os moradores da casa incluindo pets e horta, etc. Difícil encontrar - mesmo nos dias de hoje - homens que assumam completamente as funções domésticas. Eles existem? Sim, claro! Mas são exceção! E nesta pandemia muitos deles se descobriram "domésticos". Sorte das mulheres! Mas trabalhar em casa - especialmente aqui - me impôs novas rotinas. Obrigada a ficar em casa - sem poder sair para reuniões e cafés com amigos, parceiros de trabalho, clientes, fornecedores - desenvolvi rotinas de atendimento e reuniões online.

Muito feliz com essa organização porque muitos dos parceiros de trabalho precisaram também se adequar ao mundo virtual. A resistência em encontros virtuais sempre foi muito grande para a maioria das pessoas. E eu já vinha me adaptando a esse novo mundo há pelo menos quatro anos. Pedir encontros virtuais passou a ser importante para "ganhar tempo". Principalmente quando você precisa de pelo menos uma hora e meia a duas de locomoção para chegar fisicamente a qualquer ponto para o encontro presencial. São quatro horas no dia "completamente perdidas" dentro de transportes coletivos ou mesmo dentro do seu carro. Além do tempo perdido há um custo financeiro nessa locomoção que envolve bilhetes de passagem ou gasolina e estacionamento, além da despesa do café, lanche ou almoço. Ter essas quatro horas dispendidas com afazeres profissionais ou particulares pode mudar e muito a sua relação com o trabalho e com a família e com a sua casa. Estabelecer horários específicos para conversar online com pessoas e poder dedicar parte do tempo a atividades pessoais é muito gratificante. Assim um horário para exercícios físicos foi incluído nessa rotina além de horário para ir para a cozinha preparar refeições e claro, tempo para degustá-las.

Muitas pessoas ao migrarem para o home office fizeram da casa o escritório permanente por 24 horas por dia. Estar disponível para o trabalho a qualquer hora do dia pode matar qualquer um.

Claro que quando se está envolvido com um projeto ou uma entrega específica você pode até virar a noite trabalhando. Mas isso não significa que você vai fazer disso uma rotina. Ter horário para finalizar ou encerrar o seu dia de "trabalho" também é importante. A PANDEMIA FEZ COM QUE EU ESTABELECESSE NOVAS ROTINAS E NOVA FORMA DE TRABALHAR TANTO O PROFISSIONAL QUANTO O PESSOAL.


Em 2020 foquei mais o trabalho que já vinha desenvolvendo on-line com o meu canal Elaborando Projetos. Muito do trabalho que já vinha fazendo acabou sendo direcionado em colaborar com esclarecer a audiência sobre temas mais urgentes como a Lei Aldir Blanc.

Desde o momento da tramitação dela, até a chegada das verbas aos Estados e Municípios e até os repasses aos artistas (ainda em fase de execução) realizamos vídeos de orientação a artistas, coletivos, gestores públicos.

O Canal tem uma playlist só sobre a Lei Aldir Blanc. Esta ação focada atende a missão do canal de levar conhecimento sobre o que rola no mundo cultural brasileiro ao maior número de pessoas possível além de ensinar a audiência sobre como elaborar o seu projeto social ou cultural.

Hoje o canal conta com mais de 85mil inscritos e um Clube de Canais com pelo menos 200 Membros.


MAIS DE 85 MIL INSCRITOS - UM CLUBE DE MEMBROS - FINALISTA DO PRÊMIO BRASIL CRIATIVO 2019 - RECONHECIMENTO E ATENDENDO A COMUNIDADE CULTURAL BRASILEIRA


A ida para o mundo virtual ampliou e muito a minha capacidade de atendimento. Antes restrita a consultorias ou assessorias presenciais, hoje consigo atender qualquer artista, coletivo, associação, empreendimento, em qualquer parte do país desde que ele tenha uma razoável conexão de internet. Isso também ampliou a forma como posso ministrar palestras e participar de seminários e mesas de debate.

Estamos pensando para 2021 a realização de cursos com turmas fechadas. Voltaremos a cursos mas não mais presenciais.


A internet nos faz ir mais longe! A internet amplia o que podemos fazer quando se trata de alcance territorial. A partir do momento em que vamos para o "mundo virtual" e se soubermos trabalhar com ele e se tivermos as ferramentas adequadas podemos chegar onde nunca pensamos. O meu canal tem o poder de alcançar desde o indígena na Amazônia até o garoto do hip-hop das periferias das grandes cidades. Consigo conversar com o gestor público, o empresário e os criativos de qualquer canto do país. Saber adequar o discurso, a forma de apresentar, o tamanho do material a ser entregue com a imagem adequada pode fazer toda a diferença!

Em 2020 pude realizar curso em Maringá, participar de comissões de análise de projetos em São Paulo, colaborar com curso em Fortaleza e atender, em consultorias, criativos de Brasília, Rio Grande do Sul, Salvador, Curitiba, etc.


PARTICIPEI ONLINE DE PALESTRAS, DEBATES, SEMINÁRIOS, ENCONTROS, CONSULTORIAS E ASSESSORIAS EM VÁRIAS PARTES DO BRASIL AMPLIANDO NOSSO ALCANCE E IMPACTO EM 2020


E também graças a essas conexões participo de vários grupos tanto no Facebook quanto no WhatsApp com foco no trabalho que desenvolvo.

A cultura se fortaleceu graças a esses relacionamentos online e muitos coletivos se articularam tanto para fazer nascer um socorro para artistas como para lutar por melhores condições para criativos nas mais variadas regiões do país.

Na região (física) onde atuo - por ter a empresa com sede numa cidade do Alto Tietê (Suzano-SP) acabei por me juntar também à FRENTE POPULAR PELA CULTURA DO ALTO TIETÊ. Como tantos trabalhos que se iniciam motivados por uma dor esse também foi um que nasceu para atender de pronto uma necessidade emergente. Hoje a FPPCAT continua de pé e articulando, mas noutra velocidade. E graças a tantas conexões e articulações que fazemos é que surgiu, em um dos grupos, um trabalho coletivo para ser executado. Juntos, dez criativos, profissionais da economia criativa, criamos, editamos e publicamos um livro. Assim nasceu o SALVE A CRIATIVIDADE - A CRIATIVIDADE SALVA. Um livro para você baixar e usufruir do conhecimento compartilhado a partir do trabalho colaborativo.


2020 NOS APROXIMOU DE OUTRAS PESSOAS E CONSEGUIMOS TRABALHAR DE FORMA COLABORATIVA EM MUITAS FRENTES.


QUE VENHA 2021! COM OU SEM PANDEMIA CONTINUAREMOS POR AQUI!


24 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page